quarta-feira, 1 de junho de 2016

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS NO MINISTÉRIO DE ENSINO BÍBLICO INFANTIL



O QUE É CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS?

Contar é relatar, narrar;
Contação  além de atividade lúdica, é uma forma de ensinar temas éticos e cidadania, de ampliar a imaginação, a observação, a linguagem oral e escrita, assim como, o prazer pela arte, a habilidade de dar lógica aos acontecimentos e estimular o interesse pela leitura.
O conto (objeto da contação) é uma obra de ficção que cria um universo de seres, de fantasia ou acontecimentos. Como todos os textos de ficção, o conto apresenta um narrador, personagens, ponto de vista e enredo.

NO MINISTÉRIO DE ENSINO BÍBLICO INFANTIL O OBJETO  É A BÍBLIA, A PALAVRA DE DEUS E AS HISTÓRIAS SÃO VERDADEIRAS E NÃO FICTÍCIAS. 


REFLEXÃO: CONTAR OU PREGAR?

“Na presença de Deus e de Cristo Jesus, que há de julgar os vivos e os mortos por sua manifestação e por seu Reino, eu o exorto solenemente: Pregue a palavra, esteja preparado a tempo e fora de tempo, repreenda, corrija, exorte com toda a paciência e doutrina.
Pois virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, sentindo coceira nos ouvidos, segundo os seus próprios desejos juntarão mestres para si mesmos. Eles se recusarão a dar ouvidos à verdade, voltando-se para os mitos. Você, porém, seja sóbrio em tudo, suporte os sofrimentos, faça a obra de um evangelista, cumpra plenamente o seu ministério”. 2 TIMÓTEO 4.1-5



O QUE É PREGAÇÃO DA PALAVRA?

2 Timóteo 3.16

ENSINAR – transmitir experiência prática
REDARGUIR – dar respostas
CORRIGIR – reparar, consertar, endireitar
INSTRUIR EM JUSTIÇA – treinar, disciplinar naquilo que é correto

NO MINISTÉRIO DE ENSINO BÍBLICO INFANTIL NÃO SOMOS CONTADORES DE HISTÓRIAS SOMOS PREGADORES OU ENSINADORES DA PALAVRA DE DEUS, NO ENTANTO PODEMOS FAZER BOM PROVEITO DAS TÉCNICAS DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS.

DO QUE AS CRIANÇAS PRECISAM?

1. Crer em Jesus e recebê-lo como Salvador pessoal;
2. Ter certeza da sua salvação;
3. Ler e Obedecer a Bíblia todos os dias;
4. Orar todos os dias;
5. Entender as doutrinas básicas;
6. Dedicar a sua vida a Jesus, e se submeter a Ele como Senhor;
7. Ter uma conduta cristã;
8. Saber Lidar com o Pecado em sua vida e saber  rejeitá-lo;
9. Testemunhar aos outros o que Jesus tem feito em sua vida, com palavras e por meio de suas atitudes;
10. Obedecer aos seus pais;
11. Frequentar à Igreja e à Escola Bíblica.


EXEMPLOS DE NARRATIVAS BÍBLICAS

ANTIGO TESTAMENTO

Noé e a Arca (Gênesis 6.1-9.17)
Deus fala a Samuel (1 Samuel 2.12-3.21)
Jonas foge de Deus (Jonas 1.1-3.10)

NOVO TESTAMENTO

O Cego Bartimeu (Marcos 10.46-52)
A Parábola da Ovelha Perdida (Lucas 15.1-7)
A Mulher Samaritana (João 4.1-42)


ENSINANDO VERDADES BÍBLICAS ATRAVÉS DAS HISTÓRIAS

Lendo as Histórias bíblicas você deverá ver e entender todas as verdades no texto. Uma verdade é algo que você quer que as crianças aprendam e apliquem às suas vidas.
Exemplo:
Deus cuida daqueles que o obedecem (História A Arca de Noé)

DEVE SER EXPRESSADA NUMA FRASE  CURTA E SIMPLES

PREPARAÇÃO DA HISTÓRIA BÍBLICA

Ore e Leia o texto no mínimo 4 vezes, anote a referência bíblica, o título da História, os personagens, os lugares e o tempo (Antes de Cristo (AC) ou Depois de Cristo (DC) / Antigo Testamento ou Novo Testamento), faça uma lista dos fatos históricos importantes;

Observe o que o texto diz, compreenda o que significa o texto e aplique o texto bíblico diz primeiramente à sua vida e depois à vida da criança;

  Destaque no texto a verdade bíblica que ensinará às crianças (amor, perdão, obediência, zelo, amizade, salvação, etc.)
Trace objetivos relacionando a história e a verdade bíblica contida nela de forma prática à vida da criança;
Organize as partes da História: Introdução, andamento dos acontecimentos, Clímax ou resultado, conclusão e o apelo;

EXEMPLOS DE INTRODUÇÃO À HISTÓRIA

Pequeno testemunho pessoal;
O próprio contexto do texto bíblico;
Entrada direta na história;
Uma pergunta;
Uma afirmativa ou exclamação;
Objetos interessantes relacionados à História;
Pequena Dinâmica;
Uma música, etc.

TÉCNICAS DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

Dicção: pronúncia correta das palavras;
Volume: de acordo com o tamanho da sala;
Velocidade: varia de acordo com a necessidade da expressão e emoção;
Tonalidade: pode ser grave (grosso) e agudo
    (fino);
Vocabulário: adequado à faixa etária.
Olhar:
Olhar nos olhos da criança;
Um par de olhos brilhantes cheios de vida;
Expressão corporal:
Dar existência aos personagens da história;


MÉTODOS PARA A CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

NARRATIVOS – contar a história usando apenas a voz e gesticulação adequada, lendo-as diretamente na Bíblia ou em outros livros.
INTERATIVOS – combinação da narração do professor com a participação das crianças.
VISUAIS – imagens que expressem elementos desconhecidos da história.
DRAMÁTICOS – reúne todos os outros métodos citados anteriormente, exigindo preparo, recursos e tempo.


Nenhum comentário: